Dia mundial da alimentação: De onde vem a comida do seu prato?

Como as pessoas trabalharam para que a comida chegue até você?


Você já ouviu falar em consumo responsável?


O Dia Mundial da Alimentação esse ano chegou, e com ele a reflexão sobre a nossa alimentação na pandemia e sobre a alimentação, ou a fome, de todas as outras pessoas no mundo. A alimentação é um direito constitucional no Brasil, garantido pela Emenda Constitucional nº 64 aprovada em 2010, que incluiu a alimentação no

artigo 6º da Constituição Federal. Segundo a lei nº 11.346, de 15 de setembro de 2006, art. 2º, “a alimentação adequada é direito fundamental do ser humano, inerente à dignidade da pessoa humana e indispensável à realização dos direitos consagrados na Constituição Federal, devendo o poder público adotar as políticas e ações que se façam necessárias para promover e garantir a segurança alimentar e nutricional da população” (Governo do Brasil, 2006).


Apesar de assegurada pela lei, os processos que envolvem o combate à fome ainda não têm sido suficientes para que se garanta a segurança alimentar e nutricional a todos. O Objetivo de Desenvolvimento Sustentável da ONU número 2, Fome Zero e Agricultura Sustentável possui algumas metas, entre as quais envolvem garantir o sistema sustentável na produção de alimentos, dobrar a produtividade agrícola e a renda dos pequenos produtores de alimentos, particularmente das mulheres, povos indígenas, agricultores familiares, pastores e pescadores, inclusive por meio de acesso seguro e igual à terra, outros recursos produtivos e insumos, conhecimento, serviços financeiros, mercados e oportunidades de agregação de valor e de emprego não agrícola, dentre outros (Para mais informações acesse: https://www.ipea.gov.br/ods/ods2.html).





O que podemos fazer?

A questão é que atingir essas metas está mais ao nosso alcance do que podemos imaginar. Como podemos ajudar? É nesse ponto que voltamos à uma de nossas

primeiras perguntas. Você sabe o que é consumo responsável? O Consumo

responsável envolve o ato de consumir alimentos que foram produzidos de forma

ética, envolvendo todos os participantes desta cadeia, sejam seres humanos,

animais ou a própria natureza. Entender de onde vem a sua comida contribui para: a redução do desperdício, uma cadeia de alimentos que ajude a promover o bem-estar dos envolvidos e até mesmo ajuda no combate à fome de outras pessoas.


Na pandemia, o consumo de alimentos vindos de agricultores familiares responsáveis que não utilizam agentes químicos prejudiciais se tornou cada vez mais necessário, tanto por questões de saúde como também para auxiliar na renda destes.


Porém, na pandemia, o desemprego no Brasil aumentou em 20,9% entre maio e julho (IBGE, 2020), fazendo com que muitas famílias, além de perder a perdessem a fonte de renda e, consequentemente, passassem a também ter problemas com a fome. De um lado, tínhamos produtores familiares que possuíam alimentos de qualidade e do outro, pessoas desempregadas, em situação de vulnerabilidade e fome.

Foi então que surgiram diversas iniciativas para fomentar a conexão destes grupos. A plataforma Jornada do Alimento é uma dessas iniciativas. Começamos em agosto de 2020 com a intenção de contribuir para a reorientação da produção e distribuição mais sustentáveis de alimentos. A proposta dessa Jornada do Alimento é ser um hub de informação e educação com foco no consumo responsável. Nosso trabalho é conectar produtores e consumidores, doadores e captadores, provedores e buscadores de informações e conhecimento sobre o consumo responsável de alimentos.


Venha com a gente na Jornada do Alimento, nos seguindo em nossas redes sociais, fazendo suas sugestões e críticas. Vamos juntos criar um sistema alimentar mais sustentável.




Referências

BRASIL. LEI Nº 11.346, DE 15 DE SETEMBRO DE 2006. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2004-2006/2006/lei/l11346.htm Acesso em Outubro de 2020.


IPEA. Objetivos de desenvolvimento sustentável. Disponível em: https://www.ipea.gov.br/ods/ods2.html . Acesso em Outubro de 2020. IBGE. Desemprego. Disponível em: https://www.ibge.gov.br/busca.html?searchword=DESEMPREGO&searchphrase=all&start=40 . Acesso em Outubro de 2020.


24 visualizações
  • Ícone do Facebook Preto
  • Ícone do Instagram Preto
  • Preto Ícone YouTube